Nesta quarta-feira, as 19h (horário de Brasília), as quartas de final da Copa do Brasil começam na Arena da Baixada, em Curitiba, com a primeira partida entre Athletico-PR e Santos. O rubro-negro paranaense eliminou o Atlético-GO, enquanto o Santos eliminou a Juazeirense nas oitavas.

O Athletico de António Oliveira vai para a partida com a novidade dos contratados Lucas Fasson e Pedro Rocha, a disposição. Por outro lado, Bissoli não poderá atuar, o que fará com que Renato Kayzer seja titular no ataque do rubro-negro paranaense. Outras novidades são os retornos de Marcinho e Richard, poupados no fim de semana, ao time titular. 

O Santos de Fernando Diniz vai para a partida ainda sem Marinho, que segue tratando um hematoma na coxa esquerda, e o time santista ainda vai sem Danilo Boza, Moraes e Camacho, que jogaram a Copa por outros clubes. Os recém-contratados Léo Baptistão, Diego Tardelli e Augusto Galván ainda não estarão a disposição dos santistas.

Prováveis escalações:

Athletico: Santos; Marcinho, Pedro Henrique, Thiago Heleno, Abner; Richard, Christian, Terans; Nikão, Carlos Eduardo, Renato Kayzer.

Santos: João Paulo; Madson, Luiz Felipe, Wagner Leonardo, Felipe Jonatan; Vinícius Balieiro (Marcos Leonardo), Jean Mota, Carlos Sánchez, Gabriel Pirani; Lucas Braga, Marcos Guilherme.

TOP 5 DE FATOS SOBRE A PARTIDA

  • Em 7 dos últimos 9 confrontos diretos entre Athletico e Santos, houve menos que 3 gols, o que indica poucos gols na partida. 
  • O Athletico marcou gols em suas últimas 5 partidas diante do Santos.
  • O Athletico sofreu gols em suas últimas 11 partidas consecutivas na temporada.
  • O Santos não venceu seus últimos 3 jogos na temporada.
  • Em 5 dos últimos 7 jogos do Santos na temporada, houve menos que 3 gols, o que indica poucos gols na partida. 

CONFRONTOS DIRETOS: 56 jogos, 27 vitórias do Santos, 13 empates, 16 vitórias do Athletico-PR

PROGNÓSTICO: O confronto tem um forte equilíbrio, tendo em vista a força do Athletico em casa, mas ao mesmo tempo, a irregularidade do time rubro-negro entre partidas no Brasileirão e na Sul-Americana pode ajudar o Santos a crescer no duelo, e igualar as situações.