Nesta quarta-feira, as 21h30 (horário de Brasília), a Copa do Brasil volta com a fase de oitavas de final em confronto realizado no Estádio do Mineirão, em Belo Horizonte, entre Atlético-MG e Bahia. Os mineiros vem de classificação sobre o Avaí, enquanto os baianos eliminaram o Vila Nova na terceira fase.

O Atlético-MG de Cuca tem a novidade do retorno de Eduardo Vargas, que se recuperou de Covid-19 e deve estar a disposição do treinador. A tendência é que o treinador atleticano mantenha boa parte do time que foi a campo no último domingo pelo Campeonato Brasileiro, sem grandes mudanças e confiando em Hulk, destaque do primeiro dos três confrontos que o Galo fará contra os baianos na vitória por 3 a 0.

O Bahia de Dado Cavalcanti terá novidades para tentar sair da maré de resultados negativos, entre eles a derrota para o próprio Atlético por 3 a 0 no domingo. Para isso, o Esquadrão de Aço conta com o retorno de Edson, que esteve suspenso no fim de semana. Por outro lado, o tricolor baiano estará desfalcado de Maycon Douglas, que já jogou por outra equipe na Copa do Brasil e não estará a disposição. 

Prováveis escalações:

Atlético-MG: Everson; Mariano, Nathan Silva, Junior Alonso, Dodô; Allan, Tchê Tchê, Zaracho; Nacho Fernández, Savarino, Hulk.

Bahia: Matheus Teixeira; Nino Paraíba, Conti, Ligger, Matheus Bahia; Jonas, Patrick, Matheus Galdezani; Rossi, Gilberto, Rodriguinho.

TOP 5 DE FATOS SOBRE A PARTIDA

  • O Atlético-MG marcou ao menos um gol em suas últimas 4 partidas contra o Bahia no confronto direto. 
  • O Atlético-MG venceu seus últimos 3 jogos na temporada, e está invicto há 8 jogos na temporada.
  • O Bahia perdeu seus últimos 3 jogos na temporada, e não marca gols há 3 jogos.
  • O Bahia sofreu ao menos um gol em suas últimas 3 partidas consecutivas.
  • Em 5 dos últimos 7 jogos do Bahia na temporada, o time sofreu o primeiro gol da partida. 

CONFRONTOS DIRETOS: 52 jogos, 21 vitórias do Atlético-MG, 18 empates, 13 vitórias do Bahia

PROGNÓSTICO: O confronto tem o favoritismo completo do Atlético-MG, tendo em vista a grande fase do time mineiro na temporada, e especialmente por conta da má fase do Bahia, em fatos que foram vistos também no confronto das duas equipes no último domingo pelo Brasileirão.