Neste domingo, as 16h (horário de Brasília), pela fase sul-americana das Eliminatórias da Copa do Mundo 2022, na Arena Corinthians, em São Paulo, o Brasil recebe a Argentina. A Seleção Brasileira tem 21 pontos, na liderança, enquanto a seleção argentina tem 15 pontos, na vice-liderança.

O Brasil de Tite deve repetir boa parte da escalação que venceu os chilenos no meio de semana, com uma provável mudança na zaga, uma vez que Marquinhos está suspenso. Aí nasce a dúvida, sobre quem jogará entre Miranda e Lucas Veríssimo. No mais, sem grandes problemas para a escalação brasileira.

A Argentina de Lionel Scaloni vem embalada pela boa fase nas Eliminatórias e pra manter a vantagem no Superclássico, conquistada com o título da Copa América, e pra isso, deve manter boa parte do time titular que foi a campo na vitória diante da Venezuela no meio de semana, sem grandes mudanças no onze inicial. 

Prováveis escalações:

Brasil: Weverton, Danilo, Éder Militão, Miranda (Lucas Veríssimo), Alex Sandro; Casemiro, Gerson, Lucas Paquetá; Neymar, Everton Ribeiro, Gabriel.

Argentina: Emiliano Martínez, Molina, Pezzella, Otamendi, Acuña; De Paul, Guido Rodriguez, Lo Celso; Di Maria, Messi, Lautaro Martínez.

TOP 5 DE FATOS SOBRE A PARTIDA

  • Nos últimos 5 clássicos entre Brasil e Argentina, houve menos que 3 gols, o que indica poucos gols na partida.
  • Nos últimos 5 jogos oficiais do Brasil, houve menos que 3 gols, o que indica poucos gols na partida.
  • Em 8 dos últimos 10 jogos do Brasil, o time marcou o primeiro gol da partida.
  • A Argentina está invicta em seus últimos 21 jogos oficiais. 
  • Nos últimos 10 jogos da Argentina, o time marcou o primeiro gol da partida.

CONFRONTOS OFICIAIS: 107 jogos, 43 vitórias do Brasil, 25 empates, 39 vitórias da Argentina

PROGNÓSTICO: Apesar da melhor fase da Argentina, com direito a título da Copa América no último clássico, o Superclássico das Américas, por ser jogado em solo brasileiro, tem favoritismo do Brasil, tendo em vista que a seleção canarinho não perdem dos argentinos nas Eliminatórias desde 2005, e em território nacional, nunca perderam nas Eliminatórias para a Albiceleste.