Nesta quinta-feira, as 21h30 (horário de Brasília), a Copa Libertadores da América tem confronto decisivo no Estádio Campeón del Siglo, em Montevidéu, com o primeiro jogo entre Peñarol e Athletico-PR. Os carboneros eliminaram Nacional e Jorge Wilstermann, enquanto os rubro-negros eliminaram América de Cali e LDU.

O Peñarol de Mauricio Larriera tem importantes desfalques para o primeiro confronto em sua casa, com torcida, na semifinal da Sul-Americana, com o retorno do meia Ceppelini, que esteve suspenso pelo terceiro cartão amarelo na última partida, e de Martín Correa, que estará fora por lesão muscular. No mais, sem grandes novidades na equipe carbonera.

O Athletico de Paulo Autuori vai para a partida sob o comando do auxiliar Bruno Lazaroni, com os retornos de Pedro Henrique e Thiago Heleno, poupados no fim de semana, para a equipe titular. A grande dúvida da formação deve ser se o treinador optará por Erick ou por Christian no meio-campo titular athleticano. 

Prováveis escalações:

Peñarol: Dawson; V. Rodriguez, Kagelmacher, C. Rodriguez, Gonzalez; Trinidade; Torres, Ceppelini, Gargano, Olivera; Álvarez.

Athletico: Santos; Pedro Henrique, Thiago Heleno, Zé Ivaldo; Marcinho, Richard, Erick (Christian), Abner; David Terans, Nikão, Bissoli.

TOP 5 DE FATOS SOBRE A PARTIDA

  • Peñarol contra brasileiros nas copas: 82 jogos, 25 vitórias, 21 empates, 36 derrotas. 
  • Athletico contra uruguaios nas copas: 8 jogos, 7 vitórias, 1 derrota.
  • O Athletico marcou ao menos um gol nos últimos 4 confrontos diretos diante do Peñarol.
  • O Peñarol está invicto nos últimos 9 jogos na atual temporada.
  • Em 4 dos últimos 5 jogos do Peñarol na temporada, houve menos que 3 gols, o que indica poucos gols na partida.

CONFRONTOS DIRETOS: 4 jogos, 3 vitórias do Athletico, 1 vitória do Peñarol

PROGNÓSTICO: O confronto tem leve favoritismo do Peñarol, por jogar em casa e com o apoio de sua torcida, e por conta do bom momento dos uruguaios enquanto os brasileiros vivem momento irregular, embora o Athletico possa fazer valer a sua grande vantagem recente nos confrontos diretos diante dos carboneros.